XII Encontro Nacional da Rede Solidária para Migrantes e Refugiados teve início nessa segunda-feira (5)

IMG 0879

(Participantes do Encontro participam de dinâmica para conhecerem uns aos outros. Foto: Paulo Henrique Gomes)

Iniciou-se na segunfa-feira (5) o XII Encontro Nacional da Rede Solidária para Migrantes e Refugiados (RedeMir), em Brasília. O evento é realizado pelo Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH), o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e Setor Pastoral da Mobilidade Humana da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, com apoio do Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE), do Ministério da Justiça, Conselho Nacional de Imigração (CNIg), Organização Internacional para o Trabalho (OIT) e Organização Internacional para as Migrações (OIM). O encontro irá até quarta-feira (7), no Centro Cultural de Brasília (SGAN - Av. L2 Norte, Quadra 601 – Módulo B).

Representantes de entidades de todo o Brasil, que fazem parte da RedeMir, organizações internacionais, órgãos públicos, instituições de ensino e entidades acolhedoras parceiras estiveram presentes e participaram do primeiro dia de atividades do Encontro. Irmã Rosita Milesi, diretora do IMDH e articuladora da Rede deu boas-vindas ao grupo de mais de 80 participantes e apresentou um breve histórico da trajetória e fez menção às conquistas e avanços em favor da causa das migrações.

A seguir, uma dinâmica de integração e partilha, coordenada pela entidade parceira do evento OIT, abordou a questão do tempo no cotidiano das pessoas e fez com que todos interagissem, partilhando suas práticas e desafios na missão.

À noite, o Cine Fórum, com o filme “O menino e o Mundo”, congregou novamente o grupo e outros convidados marcando a celebração do Dia Internacional do Voluntariado e, de modo particular a celebração dos 65 anos da Organização Internacional para as Migrações (OIM). Ao debate, que se seguiu à exibição do filme, Ir. Rosita reiterou cumprimentos à OIM por sua ação no mundo e pelo apoio que presta em favor de tantas iniciativas em favor da defesa e proteção das pessoas migrantes e da causa das migrações em seu sentido amplo.

Durante os três dias de encontro (5 a 7 de dezembro), os representantes irão debater temas, levantar questionamentos, refletir, buscar respostas aos desafios desses novos tempos, tão marcados pela migração e pelo movimento de refugiados em todas as partes do mundo.

Por Paulo Henrique Gomes

Assessor de Comunicação do IMDH e da RedeMir