O voluntariado é o braço forte do Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH)/Fundação Scalabriniana. Em 17 de fevereiro, um encontro marcou a tarde deste sábado. Três voluntários que se colocaram a servir dos refugiados e migrantes realizaram seu primeiro encontro de 2024 no IMDH. Todos já realizam ações as mais variadas, de transporte, de apoio, de entregas a famílias, que por si não teriam condições de receber as doações que chegam ao IMDH, e que são destinadas a apoiar famílias, principalmente as chegadas mais recentemente e que estão se estabelecendo no DF.

Dedicam-se a esta missão os voluntários Emerson Weiber, Roberto Pires Martins e Luiz Guilherme Gonçalves. A diretora do IMDH, Ir. Rosita Milesi, expressa seu maior agradecimento os voluntários. “Estes generosos colaboradores são os braços estendidos do IMDH, braços que vão muito além do alcance de nossos serviços de documentação, de inserção comunitária, de assistência… São anjos para os quais não há distância que os impeça de chegar à casa dos refugiados e refugiadas para levar doações, conforto, sustento, apoio às famílias, seja no DF, seja no entorno, seja no meio urbano, seja no espaço rural. Gratidão imensa a vocês”!

O encontro foi o momento de intercâmbio de informações e de aproximação, de conhecimento entre estes colaboradores externos, que se somam a outros 9 voluntários que colaboram nas atividades internas do IMDH. A todos e todas, a gratidão do IMDH e de tantos refugiados e refugiadas beneficiados com doações, sim, mas acima de tudo a atenção e o carinho destes colaboradores externos.